Número de mortos em incêndio em cadeia de Honduras sobe a 358

Presidente hondurenho admitiu que alguns presos fugiram durante o fogo

Dois presos que tinham queimaduras graves morreram em um hospital de Tegucigalpa, capital de Honduras, elevando a 358 o número de mortos em decorrência do incêndio da madrugada de quarta-feira em Comayagua, centro do país, informou neste sábado (18) uma porta-voz hospitalar.

Lilia Leiva identificou os mortos como Oscar Mancía e Alexis Bonilla, ambos de 24 anos. Eles tinham 70% do corpo queimado.

Segundo as autoridades, dos 852 detentos que estavam na superlotada cadeia, 353 morreram no próprio local, 5 morreram no hospital e outros 5 seguiam internados. Um brasileiro está com ferimentos leves, segundo o Itamaraty.

Os demais sohbreviventes estão reclusos no que sobrou da cadeia. Na noite de sexta-feira, o presidente Porfirio Lobo admitiu que alguns detentos conseguiram fugir, mas não deu cifras.


Número de mortos em incêndio em cadeia de Honduras sobe a 358

Fonte: G1