Pelo menos 50 pessoas morreram em ataques de bomba no Iraque

Dezenas de pessoas ficaram feridas em Bagdá e em outras cidades

Diversos ataques a bomba atingiram Bagdáe outras cidades iraquianas nesta quinta-feira (23), matando pelo menos 50 pessoas e ferindo dezenas, principalmente em áreas de xiitas, segundo a polícia e o governo.

Os atentados foram executados com bombas na rua, carros-bomba e por homens armados.

Os ataques aconteceram em pelo menos cinco zonas diferentes da capital e em várias cidades nas províncias de Salahedin (norte) e Diyala (centro), segundo o ministério do Interior e fontes dos serviços de segurança locais.

Este é o dia mais violento no país desde 14 de janeiro, quando um atentado suicida contra peregrinos xiitas deixou pelo menos 53 mortos na região de Basra, no sul.


Onda de ataques contra xiitas mata pelo menos 50 no Iraque

Em Bagdá, os ataques, que aconteceram entre 6h30 e 8h, aconteceram nos bairros de Karrada, Dora, Kazimiya e Mansur.

Na província de Salahedin, dois carros-bomba explodiram nas cidades de Baiji e Duyail, provocando quatro mortes e deixando oito feridos.

Em Dilaya, homens armados e carros-bomba atacaram a capital Baaquba e seus arredores: seis pessoas morreram e 11 ficaram feridas.

A comunidade internacional teme que, com a retirada de tropas dos EUA, o Iraque mergulhe numa guerra sectária entre xiitas e sunitas, aumentando ainda mais a instabilidade regional.

Fonte: G1