EUA: Opositores do casamento gay pedem suspensão das uniões

EUA: Opositores do casamento gay pedem suspensão das uniões

Proibição à união homoafetiva, em vigor há cinco anos, caiu na sexta-feira.

Os opositores do casamento gay entraram com uma petição no Supremo Tribunal dos Estados Unidos neste sábado (29) pedindo aos juízes para que suspendam imediatamente casamentos do mesmo sexo que ocorrem no estado da Califórnia desde sexta-feira, após um tribunal de apelações suspender a proibição da união homoafetiva, em vigor há cinco anos, informou a Reuters.

Segundo os opositores, a regra não teria validade imediata. Mas a Corte de Apelações em São Francisco, que legisla para todo o estado, anunciou que a decisão tinha efeito imediato, segundo a France Presse. Para comemorar, casais homossexuais decidiram oficializar sua união na própria sexta.

Na Califórnia, os casamentos entre pessoas do mesmo sexo haviam sido admitidos por um breve período em 2008, até o veto no referendo que aprovou a chamada Proposição 8. Essa decisão ficou em vigor até o ano passado, quando foi declarada inconstitucional.

Porém, grupos que são contra a união civil entre homossexuais entraram com um recurso na Suprema Corte dos Estados Unidos, instância máxima da Justiça americana. Os juízes da Suprema Corte então instruíram a Corte de Apelações de São Francisco que suspendesse a proibição.

Celebração

O casal Paul Katami e Jeff Zarrillo esperou por cinco anos para oficializar sua união, em cerimônia que aconteceu nesta sexta-feira (28), em Los Angeles, na Califórnia. Sandy Stier, uma das demandantes da revogação, também se casou com sua companheira, Kris Perry, com quem tem quatro filhos, nesta sexta, na Califórnia.

O casamento gay já é aceito em outros 12 estados do país: Connecticut, Delaware, Iowa, Maine, Maryland, Massachusetts, Minnesota, New Hampshire, Nova York, Rhode Island, Vermont e Washington, assim como na capital, Washington D.C.

Fonte: G1