Orca manteve treinadora na boca quase meia hora, dizem testemunhas nos EUA

Dawn Brancheau, 40 anos, morreu atacada por animal durante show.

Testemunhas da morte de uma treinadora no SeaWorld da Flórida revelaram novos detalhes do ataque da orca. Segundo as pessoas ouvidas pela polícia, os colegas demoraram entre 25 e 30 minutos para tirar Dawn Brancheau da boca do animal.

Os depoimentos foram revelados pela polícia do condado de Orange, que investiga o caso. Segundo eles, o ataque foi rápido, e a orca ficou muito tempo mergulhando com Dawn na boca.

Uma das testemunhas disse que a mulher foi mordida primeiro no cabelo e depois puxada para dentro do tanque, em frente ao público que assistia ao show.

Um alarme soou, e a baleia Tilikum (apelidade de Tilly) ficou agitada, subindo à superfície e afundando várias vezes.

Susanne De Wit, testemunha holandesa, disse que viu o ataque de uma janela sob o tanque. "Foi assustador. Ela era muito selvagem, com a treinadora ainda na sua boa", disse.

Dúzias de funcionários correram ao local, mas eles tiveram dificuldade para controlar a orca e isolá-la.

Mesmo depois de Tilikum ter sido tirada da água, ainda não foi possível libertar a mulher. As mandíbulas tiveram de ser abertas à força.

Dawn foi enterrada na segunda-feira na cidade de Alsip, no estado americano de Illinois.

Fonte: g1, www.g1.com.br