Pai de menino sírio encontrado morto em praia: 'Ninguém faz nada'

A foto de Alan morto em uma praia chocou e revoltou o mundo.

A foto do pequeno Alan, menino sírio encontrado morto em uma praia no ano passado, chocou o mundo e deixou à mostra o problema enfrentado pelos refugiados que, fugindo da guerra na Síria, país assolado pela violência promovida pelo grupo terrorista Estado Islâmico, tentam entrar em países da Europa. 

Durante entrevista ao jornal alemão "Bild",  Abdullah Kurdi, pai da criança, relembrou a morte do filho e desabafou ao ser questionado sobre a atual situação dos refugiados que continua a mesma "Mas o que acontece agora? As mortes continuam e ninguém faz nada", disse ao acrescentar: "Todos queriam fazer algo depois da foto que tanto comoveu".

Além de Alan, Abdullah perdeu a mulher Rehab, de 35 anos, e o filho mais velho Galip, de 5 anos. "Depois da morte da minha família, os políticos afirmaram: 'Nunca mais'", disse. 

A imagem da criança ´causou comoção, levantou discussões acerca do problema dos refugiados e foi bastante criticada, já que mostrava uma criança indefesa vítima da guerra. 

"Uma coisa assim deve ser mostrada para que as pessoas vejam claramente o que acontece", defendeu.

Pequeno Alan sendo resgatado
Pequeno Alan sendo resgatado








Fonte: Com informações do IG