Pai joga filha de 4 anos do alto de penhasco após ser condenado

O homem levou a filha para uma caminhada e a jogou

Um pai jogou sua filha de 4 anos do alto de um penhasco após ser condenado a pagar pensão alimentícia para ela.

Antes mesmo de Lauren nascer, seu pai, Cameron Brown, já não a queria, Ele namorava Sarah Key, Essex, do Reino Unido, e não gostou de saber que a companheira estava grávida.

Cameron exigiu que Sarah fizesse um aborto, mas ela recusou. O bebê poderia não ter sido planejado, mas Sarah disse que queria tê-lo. Cameron deixou Sarah antes de Lauren nascer, mas ele continuou encontrando com a ex-namorada, e se tornou cada vez mais agressivo.

Durante um julgamento, um tribunal ordenou a Cameron pagar a quantia de cerca de R$ 3.800 mensais à Sarah, o que deixou o pai de Lauren extremamente irritado.

O homem então levou a filha para uma caminhada, e a jogou do alto de um penhasco. Sarah havia entrado com pedido de pensão quando Lauren tinha seis meses de vida, e na ocasião Cameron exigiu um exame de DNA, que confirmou que ele era o pai da criança.

A polícia, entrou em contato com Sarah para informar que a filha tinha caído de um penhasco no Rancho Palos Green, Califórnia, onde morreu.

Cameron disse que ele tinha levado sua filha para uma caminhada e ela estava atirando pedras quando tropeçou e caiu. A polícia e Sarah não acreditaram nele, já que o homem tinha ido buscar Lauren tão cedo para levá-la a um local remoto, sem explicação para isso.

O caso foi difícil de ser julgado, já que não havia testemunhas. No terceiro julgamento este ano, em Los Angeles, foi definido que Laure foi jogada do penhasco por causa da disputa por pagamento de pensão a ela.


Image title

Image title


Fonte: Com informações do Mirror