Papa faz alerta sobre meio ambiente e diz temer guerra pela água

Papa culpou o que chamou de "poderosos" por não resolver.

Nesta quinta-feira (18) o Papa Francisco abordou um dos assuntos mais importantes da atualidade: meio ambiente. Em sua encíclica sobre o aquecimento do planeta, o pontífice faz inúmeras criticas ao modo de vida atual, culpou a"humanidade" pelos danos e disse temer uma "guerra pela água".

"É previsível que, frente ao esgotamento de alguns recursos, seja criado gradualmente um cenário favorável para novas guerras, disfarçadas de reivindicações nobres", disse.

Image title

"A humanidade está convocada a tomar consciência da necessidade de realizar mudanças de estilo de vida, de produção e de consumo", escreveu o Papa. "É previsível que o controle da água por parte de grandes empresas mundiais se converta em uma das principais fontes de conflitos deste século", destacou.

Segundo Francisco, os líderes mundiais são culpados por não conseguir resolver o problema que pode comprometer a vida na Terra: "A submissão da política ante a tecnologia e as finanças se mostra no fracasso das reuniões mundiais".

"Chegou o momento de aceitar um certo decrescimento em algumas partes do mundo aportando recursos para que seja possível crescer de maneira saudável em outras partes", escreve o pontífice, que pede "limites" por que é "insustentável o comportamento daqueles que consomem e destroem mais e mais, enquanto outros não podem viver de acordo com sua dignidade humana", afirmou.

Fonte: Com informações do G1