Papa Francisco descreve vício em drogas como um mal e condena a legalização de maconha

Francisco disse que o problema deve ser combatido com oportunidades para os jovens

O papa Francisco condenou nesta sexta-feira a legalização de drogas recreacionais como um "experimento falho", em relação ao crescente debate sobre a proposta em países como Uruguai e Estados Unidos.

Francisco disse que até passos limitados para legalizar drogas são "não apenas questionáveis de um ponto de vista legislativo, mas falham na tentativa de produzir os efeitos desejados".


Papa Francisco descreveu o vício em drogas como um mal e condena a legalização de maconha

"Deixe-me falar isso nos termos mais claros possíveis", afirmou o papa. "O problema do uso de drogas não é resolvido com drogas!"

O papa já descreveu o vício em drogas como um mal. Quando era arcebispo de Buenos Aires, Francisco presto muitos serviços pastorais a viciados.

No mês passado, o Uruguai legalizou o comércio da maconha. O uso recreacional da droga já foi legalizado em estados americanos como Colorado e Washington. Na quinta-feira (19), o estado de Nova York anunciou que vai legalizar o uso medicinal da droga.

O movimento de legalização da maconha está ganhando força em vários continentes, com foco em políticas públicas promovendo a saúde pública em vez de combater os traficantes.

Mas Francisco disse que o problema deve ser combatido com oportunidades para os jovens, no âmbito da desigualdade social.

"É preciso dizer sim à vida, sim ao amor, sim aos outros, sim à educação, sim à mais oportunidades de emprego. Se dissermos sim a todas essas coisas, não haverá espaço para drogas ilícitas, abuso de álcool e outros vícios", disse.

Fonte: Brasil Post