Papa incentiva que 'pecado' do aborto seja perdoado pela igreja

Ele também descreveu o "calvário existencial e moral"

O papa Francisco enviou, nesta terça-feira (1º) um documento onde concede aos sacerdotes a permissão de perdoar formalmente as mulheres que realizaram aborto e buscam absolvição.

Image title

Na doutrina da Igreja Católica, o aborto é um pecado gravíssimo, e quem o comete é excomungado. Um sacerdote, geralmente, pode absolvê-lo apenas por orem de um bispo ou do próprio papa.

"Um dos graves problemas do nosso tempo é claramente a relação mudou no que diz respeito à vida", escreveu o papa na carta.

Ele também descreveu o "calvário existencial e moral" enfrentado por mulheres que abortam e disse que ele "conheceu muitas mulheres que carregam em seus corações a cicatriz dessa decisão agoniante e dolorosa".

"O perdão de Deus não pode ser negado a quem quer que esteja arrependido, sobretudo quando com coração sincero se aproxima do Sacramento da Confissão para obter a reconciliação com o Pai”, diz o texto.


Fonte: Com informações do Brasil Post