Papa pede a católicos que questionem se são fiéis a Jesus ou traidores

Papa pede a católicos que questionem se são fiéis a Jesus ou traidores

Em tom sério, Francisco fez sermão de improviso na missa do Domingo de Ramos

O papa Francisco iniciou neste domingo os ritos da Semana Santa celebrando a missa do Domingo de Ramos para uma mjultidão de mais de 100 mil pessoas reunida na Praça de São Pedro. Com um semblante sombrio, o Papa, em um sermão de improviso, pediu para que os católicos se questionem se são como os que traíram Jesus Cristo ou foram corajosos e fieis a Ele até o final.

? Quem sou eu? Quem sou eu frente a Jesus que sofre? ? questionou o Papa ao iniciar seu sermão, causando uma tensão visível entre os fiéis. ? Sou como Judas, capaz de trair Jesus, ou sou como os discípulos que não entendem nada, que dormiam enquanto que o Senhor sofria? Minha vida está adormecida? Onde está meu coração? A qual dessas pessoas (do Evangelho) me assemelho? Esta pergunta vai nos acompanhar durante toda a semana ? acrescentou Francisco em tom sério durante sua homilia.

Pouco antes, o Sumo Pontífice presidiu a procissão de Ramos, apoiado em um bastão esculpido para a ocasião pelos detentos do presídio de San Remo (centro-oeste da Itália), e cercado por dezenas de jovens padres e bispos. Já no fim da missa, jovens brasileiros entregaram uma grande cruz de madeira que foi usada na Jornada Mundial da Juventude no ano passado no Rio para jovens da Polônia, que vai sediar o evento em 2016 na cidade de Cracóvia.

Já durante o Ângelus, o Papa recordou a canonização, em 27 de abril, junto com João XXIII, de João Paulo II, iniciador da JMJ há 30 anos e quem, ?na comunhão dos santos, seguirá sendo um pai e um amigo para os jovens do mundo?. Apesar de ter começado os ritos deste domingo com a aparência cansada, ao final da missa Fracisco mostrou-se sorridente e, aclamado pelos fiéis que agitavam ramos, beijou várias crianças e deficientes físicos e tomou um pouco de chimarrão oferecido por um fiel.

Fonte: O Globo