Passagem do tufão Wipha deixa 17 mortos e 45 desaparecidos no Japão

Apesar da força mostrada pelo Wipha, o mesmo já tinha sido rebaixado à categoria de ciclone extratropical de baixa intensidade

O tufão Wipha, considerado o maior da última década no Japão, deixou nesta quarta-feira pelo menos 17 mortos e 45 desaparecidos devido aos fortes vento e chuvas, que também provocaram graves deslizamentos de terra.

A pequena ilha de Izu Oshima, situada a pouco mais de 100 quilômetros ao sudeste de Tóquio, foi a mais castigada pela passagem do Wipha, tendo em vista que, segundo os últimos dados divulgados pela Agência Nacional de polícia, 16 pessoas morreram na região.

Apesar da força mostrada pelo Wipha, por volta das 15h50 locais (3h50 de Brasília) de hoje, o mesmo já tinha sido rebaixado à categoria de ciclone extratropical de baixa intensidade e se movimentava a 95 km/h em direção norte-nordeste com pouca probabilidade de afetar zonas povoadas nas próximas horas.


Passagem do tufão Wipha deixa 17 mortos e 45 desaparecidos no Japão

Fonte: msn