Polonês suspeito de matar mulher e filhos a facadas é interrogado

O polonês Damian Rzeszowski será interrogado nesta terça-feira por suspeita de envolvimento com o assassinato a facadas de seis pessoas



O polonês Damian Rzeszowski será interrogado nesta terça-feira por suspeita de envolvimento com o assassinato a facadas de seis pessoas.

As vítimas do crime cometido no domingo foram a mulher de Rzeszowski, Izabela, os dois filhos do casal - a menina Kinga, de 6 anos de idade, e o menino Kasper, de 18 meses -, o pai de Izabela, Marek, uma amiga da mulher, Martha de la Haye, e Julia, sua filha de cinco anos.

Rzeszowski, de 30 anos, sofreu uma cirurgia de emergência após os ataques dos quais é suspeito e estava detido em um hospital, sendo vigiado por policiais armados.

Há relatos de que ele vinha enfrentando uma crise depressiva por conta da suposta dissolução de seu casamento. Ele estava casado com Izabela há oito anos.

Choque

O crime ocorreu na cidade de St. Helier, na Ilha de Jersey, no sul da Grã-Bretanha, no domingo, e chocou a pacata comunidade local, em especial a comunidade polonesa, à qual pertence o casal Rzeszowski.

O ataque teria começado dentro de um apartamento e Rzeszowski em seguida se dirigiu para a rua, onde teria terminado de esfaquear suas vítimas e tentado atacar outras pessoas.

Bryan Ogesa, que estava passando pela área, relatou que ele e dois amigos usaram um cone de trânsito para se defender do homem brandindo uma faca.

Uma outra testemunha contou ter visto uma mulher coberta de sangue, um homem com uma faca cravada nas costas e uma menina sendo esfaqueada.

Uma outra pessoa contou ter visto Rzeszowski correndo atrás de uma mulher empunhando uma faca de cozinha e teria esfaqueado-a quatro vezes no peito.

Em seguida, ele teria esfaqueado a si mesmo por quatro vezes e regressado para dentro do apartamento de onde tinha saído.



Fonte: g1, www.g1.com.br