Prefeito é assassinado em estado mexicano

Prefeito é assassinado em estado mexicano

Cidade fica no estado de Tamaulipas, onde 72 imigrantes foram mortos.

O prefeito do município mexicano de Hidalgo, Marco Antonio Leal García, no estado de Tamaulipas (nordeste), onde na terça-feira ocorreu o massacre de 72 imigrantes, foi assassinado neste domingo (30). Leal García, 49 anos, foi morto a tiros quando se deslocava por uma estrada de Hidalgo procedente de seu rancho.

O prefeito viajava com sua filha, de quatro anos, que ficou gravemente ferida. O presidente do México, Felipe Calderón, condenou em nota o ataque ao prefeito. “Este crime covarde e os condenáveis atos de violência, que estão ocorrendo recentemente neste estado, reforçam o comprometimento do governo mexicano a continuar lutando contra as gangues criminosas que seguem a intimidar as famílias de Tamaulipas”, dizia o comunicado.

No dia 12 de agosto passado, o ex-prefeito de Hidalgo Cesareo Rocha Villanueva foi gravemente ferido em um atentado. Em 18 de março, a sede da prefeitura de Hidalgo sofreu um atentado com granadas que matou um policial. Hidalgo, cidade de 24 mil habitantes, está no centro do estado de Tamaulipas, a 90 km da capital, Ciudad Victoria.

Desde a sexta-feira passada, cinco explosões sacudiram Tamaulipas, onde na terça foram encontrados os corpos de 72 imigrantes ilegais, no município de San Fernando, a 180 km da fronteira com os Estados Unidos. O grupo teria sido executado pelo Cartel Los Zetas, que tentou recrutar os imigrantes para o narcotráfico. Após o massacre dos 72 imigrandes o governo federal deflagrou uma grande operação militar e policial em Tamaulipas.

Fonte: g1, www.g1.com.br