Prefeito vira drag queen em uma parada gay

Aos 43 anos, o prefeito de Reykjavik é pai de cinco filhos e é conhecido como um dos principais comediantes

O comediante que se tornou prefeito de Reykjavik, Jon Gnarr, abriu a parada gay desta semana na capital da Islândia vestido de drag queen, com uma peruca loira e batom vermelho.

Quando Gnarr foi anunciado para a cerimônia de abertura do evento na quinta-feira (5) à noite, apareceu no palco usando um festido floral por cima de enchimentos nos seios, explicando que "infelizmente, o prefeito não poderia comparecer".

O partido de Gnarr publicou fotos do evento nesta sexta-feira.

Aos 43 anos, o prefeito de Reykjavik é pai de cinco filhos e é conhecido como um dos principais comediantes da Islândia, tendo assumido o cargo público em junho.

Seu partido irreverente, o Best Party, venceu as eleições municipais depois de uma campanha que prometia toalhas grátis nas piscinas da cidade e um urso polar para o zoológico.

Em suas promessas mais sérias, citou uma "política limpa", denunciando a irresponsabilidade política e as elites financeiras por seu papel no iminente colapso econômico ocorrido na Islândia no fim de 2008, depois que os maiores bancos do país quebraram.

O partido entrou na cena política de Reykjavik no início do ano, com seus candidatos fazendo campanha em vídeos no YouTube, tendo como trilha sonora a música "Simply the Best", de Tina Turner.

A Islândia tornou-se em fevereiro de 2009 o primeiro país dos tempos modernos a ter uma líder de governo abertamente gay, quando Jahanna Sigurdardottir tornou-se primeira-ministra.

Quando o Parlamento islandês aprovou em junho deste ano a legalização do casamento gay, Sigurdardottir e sua parceira, Jonina Ledsdottir, foram um dos primeiros casais a oficializar a união.

A parada gay de Reykjavík ocorre até domingo, e terá um longo desfile pela capital previsto para sábado.

Fonte: Folha Online, www.folha.com.br