Premiê da Malásia confirma nesta segunda-feira que avião desaparecido caiu no Oceano Índico

Premiê da Malásia confirma nesta segunda-feira que avião desaparecido caiu no Oceano Índico

Boeing da Malaysia Airlines desapareceu dia 8 com 239 pessoas a bordo

O premiê da Malásia, Najib Razak, confimou nesta segunda-feira (24) que o Boeing 777-200 que fazia o voo MH370, que desapareceu dia 8 com 239 pessoas a bordo, caiu no Oceano Índico.

Em entrevista coletiva, ele falou que as buscas continuam após peças que poderiam ser da aeronave terem sido avistadas a 2.500 km a sudoeste da Austrália.

Razak disse que já informou às famílias dos passageiros e tripulantes sobre a nova informação. Segundo ele, análises de imagens de satélite e novos dados mostram que a última posição do avião foi a oeste da cidade australiana de Perth.

O premiê não confirmou, entretanto, que os objetos avistados no mar nesta segunda por aviões chineses e australianos sejam os destroços do voo.

?Baseado em novas análises, concluiu-se que a última posição do MH370 foi no meio do Oceano Índico. Com muita tristeza eu devo informar que, de acordo com novos dados, o voo acabou no sul do Oceano Índico", afirmou Razak.

"Lamentamos profundamente que temos que assumir sem nenhuma dúvida que o voo MH370 se perdeu e nenhuma das pessoas a bordo sobreviveu. Nós devemos agora aceitar todas as evidências que sugerem que o avião caiu no sul do Oceano Índico", acrescentou o premiê.

Segundo o jornal ?The Guardian?, foram ouvidos gritos e muito choro na sala onde os parentes dos passageiros a bordo estavam reunidos em Pequim. Uma mulher desmaiou ao receber a confirmação da queda do avião.

A companhia aérea Malaysia Airlines enviou também uma mensagem às famílias dos passageiros que estavam a bordo anunciando que admite que todas as evidências sugerem que o avião caiu no Oceano Índico e que não há sobreviventes.

"Nós estamos profundamente tristes em lamentar que, diante de qualquer dúvidas questionáveis, o MH370 foi perdido e que nenhuma das pessoas a bordo sobreviveu. Nós temos que agora aceitar que todas as evidências sugerem que o avião caiu a sudoeste do Oceano Índico", disse o jornal "The Telegraph".

Buscas continuam

Uma aeronave australiana envolvida nas buscas pelo avião desaparecido da Malaysia Airlines avistou dois novos objetos nesta segunda, informou o primeiro-ministro australiano, Tony Abbott.

Abbott disse ao Parlamento da Austrália que um navio do país estava perto do local onde objetos, um deles circular e de cor verde acinzentada, e o segundo laranja e retancular, foram avistados. Ele disse esperar que os itens sejam recuperados em breve.

?A equipe a bordo de um Orion afirmou ter observado dois objetos, o primeiro redondo, cinza ou verde, e o segundo retangular e laranja?, afirmou o primeiro-ministro.

Os objetos foram avistados 2.500 km ao sudoeste de Perth, a grande cidade da costa oeste australiana. ?O navio "HMAS Success" está perto e é possível que recolha os objetos dentro de algumas horas, ou amanhã pela manhã no mais tardar?, afirmou o ministro malaio dos Transportes, Hishamuddin Hussein, em uma entrevista coletiva em Kuala Lumpur.

Fonte: G1