Presidente russo destitui prefeito de Moscou

Ex-prefeito sofria pressão da mídia nacional e do governo russo.

O presidente da Rússia, Dmitri Medvedev, destituiu nesta terça-feira (28) o prefeito de Moscou, Yuri Lujkov. O motivo da exoneração foi ?por perda de confiança?, disse o Kremlin.

A medida põe fim a 18 anos de gestão de Lujkov à frente da capital russa. O vice-prefeito, Vladimir Resin, de 74 anos, será o sucessor interino, segundo comunicado enviado pela presidência russa.

O ex-prefeito vinha enfrentando forte pressão da mídia do país para renunciar ao cargo. "Não tenho nenhuma intenção de renunciar voluntariamente", disse Lujkov a agência de notícias Interfax nesta segunda-feira (27).

Uma das principais acusações contra Lujkov se refere a um possível tratamento preferencial dado às empresas de sua esposa, Elena Baturina. Segundo a agência EFE, Elena é a mulher mais rica da Rússia.

O ex-prefeito também foi muito criticado pelo fraco desempenho no combate aos incêndios que atingiram Moscou em agosto.



O prefeito de Moscou, Yuri Lujkov, durante conferência na cidade nesta terça-feira (28). (Foto: AP)

Fonte: g1, www.g1.com.br