Presos os ciganos acusados de sequestrar menina na  Grécia

Presos os ciganos acusados de sequestrar menina na Grécia

A associação que acolhe a menina recebeu milhares de ligações, em particular do exterior, de pais ou familiares de crianças desaparecidas.

A Justiça da Grêcia decretou nesta segunda-feira (21) a prisão provisória de um casal de ciganos acusado de "sequestrar" uma menina loira e de olhos verdes, descoberta durante um registro em um acampamento próximo a Larissa, no centro do país.

A informação é do advogado do casal.

Após realização de testes de DNA, ficou demonstrado que eles não tinham parentesco com a criança.

A associação que acolhe a menina recebeu milhares de ligações, em particular do exterior, de pais ou familiares de crianças desaparecidas.

"Na noite de domingo recebemos mais de 8.000 ligações e milhares de e-mails", declarou à AFP Panagiotis Pardalis, um dos funcionários da associação "The smile of the child", que assumiu temporariamente a custódia da menina.

O site da associação foi acessado mais de 200 mil vezes, e sua página do Facebook recebeu meio milhão de visitas, detalhou Pardalis.

Uma menina loura, de pele clara e olhos verdes de cerca de quatro anos e que responde por Maria foi encontrada na última quarta-feira durante uma inspeção de rotina em um acampamento de ciganos da cidade de Farsala (centro).

A menina estava na casa pré-fabricada de um casal, uma mulher de 40 anos e um homem de 39. Eles se apresentaram como seus pais, mas os exames demonstraram rapidamente que não tinham nenhum parentesco com ela.

"As chamadas provêm de famílias (que sofreram o desaparecimento de uma criança) ou de outras pessoas. Transferimos estas ligações à polícia", acrescentou o funcionário desta associação.

A polícia suspeita que o casal de ciganos sequestrou a menina após seu nascimento, mas os acusados afirmam que sua mãe biológica confiou a menina a eles porque não podia tomar conta dela.

"Trata-se de uma mulher que não podia criar a menina e que por intermédio de um terceiro a confiou ao casal em 2009, pouco depois de seu nascimento", afirmou no fim de semana uma das advogadas do casal, Marietta Palavra.

As autoridades gregas estão buscando a mulher, de nacionalidade estrangeira, segundo os advogados do casal, para confirmar a versão do casal de ciganos.

Segundo o jornal grego "To Ethnos", foi o aspecto físico da menina o que chamou a atenção da polícia.

Fonte: G1