Princesa Cristina é interrogada por escândalo de corrupção; leia

Princesa Cristina é interrogada por escândalo de corrupção; leia

Esta é a primeira vez que um membro da família real espanhola é questionado na Justiça por acusações de corrupção

A princesa espanhola Cristina está sendo interrogada neste sábado por acusações de participação em um escândalo de corrupção envolvendo negócios de seu marido. Esta é a primeira vez que um membro da família real espanhola é questionado na Justiça por acusações de corrupção, em um caso que vem causando sérios danos à imagem da monarquia do país.

Aparentando tranquilidade, a princesa de 48 anos, filha mais nova do rei Juan Carlos, entrou no tribunal na ilha de Maiorca sem conversar com a imprensa. As acusações são relacionadas a atividades do marido de Cristina, o ex-jogador profissional de handebol Inaki Urdangarin, com quem ela se casou em 1997 e que, desde o final de 2011, passou a ser investigado pela polícia por suspeitas de fraude fiscal e lavagem de dinheiro.

As suspeitas, segundo jornais espanhóis, são de que Urdangarin e seu então sócio, Diego Torres, haviam usado sua ONG, o Instituto Noos, para organizar eventos para os governos regionais de Valência e das Ilhas Baleares a preços altamente inflacionados.

Urdangarin e Torres ainda teriam recebido um total de 5,6 milhões de euros (R$18 milhões) de cofres públicos.

Gastos pessoais

A princesa é suspeita de gastar parte do dinheiro em gastos pessoais. Ainda há suspeitas de que a Cristina sabia dos atos ilícitos do marido. Seu advogado alega que ela é inocente.

Segundo o correspondente da BBC, Tom Burridge, que está em frente ao tribunal, um grupo de pessoas fez um pequeno protesto quando Cristina chegou.

Há semanas as televisões espanholas vêm dando ampla cobertura ao caso, especulando sobre todos os detalhes da investigação.

Para Burridge, inocente ou não, muitos acreditam que este caso de corrupção já causou um dano significativo à credibilidade e reputação da família real espanhola.

Fonte: Terra