Repórter pede demissão ao vivo para lutar pela legalização da maconha

Repórter pede demissão ao vivo para lutar pela legalização da maconha

Por essa ninguém esperava — nem a âncora do programa: uma jornalista norte-americana se demitiu ao vivo enquanto apresentava uma reportagem de um telejornal no último domingo (21).

O motivo é ainda mais surpreendente: Charlo Greene pediu demissão para se dedicar à legalização da maconha no estado do Alasca. O anúncio foi feito logo após uma matéria sobre os esforços para descriminalizar o consumo da maconha no mesmo Estado. “F***-se, eu me demito!” ela disse após a reportagem (assista no vídeo acima).

Greene ainda admitiu que a organização Alaska Cannabis Club, que ajuda pacientes que precisam da droga para tratamento médico, era sua. Ela completou o anúncio dizendo que iria devotar “todas as energias para lutar por liberdade e justiça, que começa com a legalização da maconha aqui no Alasca”.

O pedido chocou a âncora do programa, Alexis Fernandez que, pelo visto, não esperava pelo anúncio e pediu desculpas aos telespectadores pela, bem, sinceridade da colega de trabalho.

Fonte: Brasil Post