Revista masculina cria campanha no Twitter para mulheres tirarem a roupa

A iniciativa consiste em estimular as usuárias do microblog a enviarem fotografias, em que apareçam em poses sensuais, para conta oficial da revista.

As hashtags incentivando mulheres a tirarem fotos sensuais viraram mania no Twitter. Depois do sucesso do Lingerie Day, no Brasil, agora os Estados Unidos participam da Frisky Friday, uma campanha da revista Playboy para "conquistar novos talentos". A iniciativa consiste em estimular as usuárias do microblog a enviarem fotografias, em que apareçam em poses sensuais, para a conta oficial da revista.


Revista masculina cria campanha no Twitter para mulheres tirarem a roupa

De acordo com Landis Smithers, diretor criativo da Playboy, a ideia de aproveitar as redes sociais para encontrar possíveis novas coelhinhas é genial. ?Amo esse conceito. Conseguimos entrar em contato com algumas garotas, mas nenhuma entrou para a revista ainda. Só que isso ainda é muito possível, já que seria uma ótima forma de encontrar garotas de verdade e que podem ser de qualquer lugar. Mantemos nossas opções abertas?, disse.

A campanha começou em dezembro de 2010, quando Sher Bechard, namorada de Hugh Hefner e integrante da equipe de mídias sociais da Playboy, passou a tuitar fotos sensuais dela todas as sextas-feiras com a hashtag #FriskyFriday. A partir dali, o crescimento foi natural. Outras "playmates" entraram na brincadeira e, somente no último mês, já houve cerca de 678 mil menções ao termo, de acordo com uma pesquisa da empresa Topsy.

Agora, toda sexta-feira, três pessoas do escritório da revista ficam de olho no microblog para avaliar o sucesso da hashtag e a beleza das tuiteiras. ?Temos um padrão da Playboy. É uma combinação de beleza, feeling e relação com a câmera. É ser sexy, ter senso de humor e saber usar fotografia a seu favor.

Achamos muitas meninas que sabem se fotografar de um modo quase amador. Não queremos profissionais, é algo mais relacionado à vida real. E o que mais gosto da mídia social é que qualquer um pode ficar famoso?, explicou Kristin Patrick, chefe de marketing da revista.

Fonte: tech tudo