Roqueiro pega 35 anos de prisão por tentar estuprar bebê e outros crimes

Roqueiro pega 35 anos de prisão por tentar estuprar bebê e outros crimes

Ian Watkins, ex-cantor banda de rock britânica Lostprophets, se declarou culpado em novembro de 13 acusações de abuso sexual.

Um roqueiro britânico foi condenado, nesta quarta-feira, a 35 anos de prisão, após ter admitido vários crimes sexuais, entre eles uma tentativa de estupro contra um bebê.

Ian Watkins, ex-cantor banda de rock britânica Lostprophets, se declarou culpado em novembro de 13 acusações de abuso sexual. A sentença foi estabelecida em uma audiência nesta quarta, na qual o réu teria dito à Justiça estar "muito arrependido" e que "só muito tarde percebeu a gravidade dos fatos".

Em uma audiência prévia ao julgamento, o cantor se declarou culpado de tentativa de estupro e crime sexual contra uma criança de menos de 13 anos, entre outros crimes. Porém, não admitiu ter cometido o estupro. A promotoria aceitou essa solução para poupar o júri de assistir a vídeos de violência sexual que constavam no rol de provas, dispensando a necessidade de um julgamento.

O réu também se declarou culpado de três acusações de agressão sexual envolvendo crianças, seis relacionadas a produzir ou possuir imagens de pedofilia e uma de possuir uma imagem pornográfica envolvendo um ato sexual com um animal.

Segundo promotores, Watkins filmou episódios de abusos em vários hotéis em Londres e no País de Gales. As provas contra ele foram obtidas em computadores, notebooks e telefones celulares. Algumas estavam armazenadas em servidores de internet.

"Depravação"

O juiz responsável pelo caso disse que o crime estabeleceu um "novo patamar" e "mergulhou em novas profundidades da depravação". Um relatório psiquiátrico que constava entre as evidências afirmou que o réu tinha necessidade de dominar e testar seus parceiros sexuais.

O magistrado disse ainda que Watkins exercia "uma influência corruptora" em suas vítimas e mostrou "uma falta completa de remorso". O músico terá que cumprir 29 anos de prisão e depois pode tentar obter liberdade condicional.

Watkins foi, em 1997, um dos fundadores da banda Lostprophets, que já saiu do mercado, mas chegou a vender 3,5 milhões de discos em todo o mundo. Uma das músicas do grupo, Rooftops (A Liberation Broadcast), chegou a ser incluída em um popular jogo de videogame lançado em 2008, Guitar Hero World Tour.

Ele estava sendo acusado junto com duas mulheres que também foram condenadas a 14 e 17 anos de prisão. O assistente de promotoria Chris Clee afirmou que as duas cometeram abusos sexuais contra os próprios filhos e permitiram que Watkins também praticasse violência contra eles.

Entre as provas apresentadas no julgamento está uma mensagem de texto enviada por Watkins a uma delas dizendo: "se você me pertence, o seu bebê também é meu". No julgamento, o cantor foi acusado também de planejar "ensinar" bebês a usar entorpecentes. A polícia encontrou cocaína, metanfetamina e ácido em batidas em busca de provas contra Watkins.

Fonte: G1