Furacão Sandy volta a ter força e ameaça população dos EUA

Neste sábado, ele havia sido "rebaixado" à condição de tempestade tropical

O ciclone tropical Sandy recuperou força de furacão neste sábado (27) após uma queda nos ventos tê-lo transformado em uma tempestade tropical, informou o Centro Nacional de Furacões (CNH) dos Estados Unidos.


Sandy volta a ter força de furacão e ameaça os Estados Unidos

Às 8h (no horário local; 10h de Brasília), o CNH, que tem sede em Miami, afirmou que Sandy tinha ventos de 120 km/h, sendo assim um furacão de categoria 1. A tempestade, que se alastra rapidamente, estava localizada cerca de 540 km a sudeste de Charleston, na Carolina do Sul, movendo-se para norte-nordeste, e deve chegar à costa nordeste dos EUA no começo da próxima semana.

Meteorologistas disseram que danos provocados pelo vento, falta generalizada de energia e inundações eram esperados em uma ampla faixa da densamente povoada Costa Leste dos Estados Unidos, onde o Sandy deve tocar a terra em poucos dias.

A tempestade de fim de temporada foi apelidada de "Frankenstorm" por alguns meteorologistas, porque vai combinar elementos de um ciclone tropical e uma tempestade de inverno. Modelos climatológicos indicam que terá todos os ingredientes para se transformar em uma enorme e potencialmente catastrófica "supertempestade".

Os governadores dos Estados ao longo da Costa Leste declararam emergência nesta sexta-feira (26), e autoridades pediram para os moradores estocarem comida e água. A passagem de Sandy pelo Caribe deixou cerca de pessoas mortas.

Fonte: G1