Santificação: Igreja já busca um novo milagre para papa João Paulo 2º

Santificação: Igreja já busca um novo milagre para papa João Paulo 2º

Já estão sendo estudados cerca de 1.500 relatos de outros milagres atribuídos ao papa.

A celebração da beatificação de João Paulo 2º começa hoje em Roma com uma vigília para 250 mil fiéis, mas parece apenas questão de tempo para o Vaticano preparar a festa da santificação do popular papa morto em 2005.

Já estão sendo estudados cerca de 1.500 relatos de outros milagres atribuídos ao papa. O primeiro aceito pela igreja, o desaparecimento dos sinais de mal de Parkinson de uma freira francesa que rezou junto ao túmulo do pontífice, lhe deu o título de beato --garantindo veneração em calendário litúrgico e consagração de igrejas.

Um segundo milagre confirmado pelo Vaticano já o transformaria em santo.

A CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) não sabe informar se há casos brasileiros em análise, mas é grande a chance, já que nominalmente é o maior país católico do mundo, e os relatos podem ser enviados até por e-mail.

O responsável pelo processo que analisa a santidade Karol Wojtyla, o cardeal Angelo Amato, disse ontem ao jornal "La Reppublica" que o processo de santificação está sendo "rápido e rigoroso".

Por um lado, confirma a tendência de que o tempo recorde de beatificação deva se repetir na próxima etapa. Por outro, tenta responder aos críticos de que a velocidade excessiva pode ser ruim, por furar a fila de outros merecedores e não levar em conta eventuais faltas do papa que venham a público.

CORPO

Beato ou quase santo, João Paulo 2º já não está no mausoléu de mármore branco na cripta do Vaticano.

Seu caixão é composto por um invólucro de madeira, outro de chumbo e um externo de madeira. Foi retirado em uma cerimônia reservada e colocado na frente do túmulo de São Pedro, o fundador da Igreja Católica, sob o altar principal da basílica que leva o seu nome.

Amanhã, ele irá para o nicho em que estava o corpo do papa Inocêncio 11, no Altar de São Sebastião, perto da escultura "Pietà", na Basílica de São Pedro.

Será venerado por Bento 16 e membros das 87 delegações estrangeiras presentes --o Brasil é representado pelo vice, Michel Temer.

Inocêncio, que demorou 267 anos para virar beato, contra 6 do novo ocupante do nicho, foi para o Altar da Transfiguração. O antigo túmulo de João Paulo irá para uma igreja em sua homenagem em Cracóvia (Polônia).

Amanhã à noite já será possível visitar o corpo do papa, mas o túmulo definitivo será instalado só na segunda-feira, depois de a basílica fechar às 19h30.

A informação animou alguns turistas, como a família brasileira Teixeira, de Minas Gerais, que estava em férias na Itália.

"Não sabia que já daria para ver o caixão. A gente estava pensando em ir a Nápoles no domingo, mas vamos deixar para segunda", disse a mãe, Tereza.

Fonte: Folha Online, www.folha.com.br