Suspeito de roubo chora ao reconhecer juíza como amiga de infância

Suspeito chora em julgamento ao descobrir que juíza era sua amiga

O julgamento de Arthur Booth, 49, suspeito de roubar um carro nos Estados Unidos se tornou em um reencontro emocionante depois que a juíza Mindy Glazer reconheceu o réu como sendo um velho amigo de infância."Senhor Booth, tenho uma pergunta. Você frequentou [a escola] Nautilus", questionou a juíza enquanto tentava conter a emoção. "Oh meu Deus! Oh meu Deus!", disse o homem ao olhar para ela.


Image title

Ele foi detido por roubo qualificado de um veículo e resistência à prisão, não conteu as lágrimas, abaixou-se sobre uma mesa à sua frente e levou as mãos à cabeça.

"Sinto muito vê-lo aí. Sempre me perguntei o que teria acontecido com o senhor", disse Glazer, enquanto Booth continuava a chorar. "Ele era o garoto mais legal da escola, foi o melhor menino do ensino fundamental", afirmou. "Eu costumava jogar futebol [americano] com ele, e olha o que aconteceu."

A juíza, triste com o destino de seu amigo, deu conselhos para que aprendesse a lição e mudasse de vida. "Sr. Booth, espero que você seja capaz de mudar seu comportamento. Boa sorte", disse ela. O acusado deve permanecer preso enquanto não pagar uma fiança de quase R$ 135 mil.

Fonte: Com informações do Globo.com