Talibã diz que atentado no Paquistão é para vingar morte de Laden

Talibã diz que atentado no Paquistão é para vingar morte de Laden

Ao menos 65 mortos eram cadetes, e os demais, civis, informou a polícia

O Talibã reivindicou a responsabilidade pelo ataque desta sexta-feira (13) contra uma academia paramilitar no Paquistão, que deixou ao menos 68 mortos, e informou que o atentado é uma retaliação à ação norte-americana que resultou na morte de Osama Bin Laden, líder da al-Qaeda.

?É a vingança para o martírio de Bin Laden. Não haverá mais?, disse o porta-voz talibã Ehsanullah Ehsan.

O atentado desta sexta é o mais sangrento desde que uma força especial dos Estados Unidos matou o terrorista Bin Laden em uma mansão no Paquistão, no início do mês.

Duas bombas

O ataque foi produzido por duas bombas potentes. Uma delas foi provocada por um suicida, enquanto outra, segundo a polícia local, foi plantada no local.

As duas explosões mataram ao menos 68 pessoas e feriram outras 30 em uma academia de policiais paramilitares, localizada no noroeste do Paquistão.

Cadetes

As explosões ocorreram quando cadetes do Forte Shabqadar deixavam o centro de treinamento e se preparavam para pegar os ônibus ao final de dez dias de curso, disse o chefe da polícia do distrito de Charsadda, Nisar Khan Marwat.

Ao menos 65 mortos eram cadetes, e os demais, civis, informou a polícia.

Os recrutas tinham acabado de concluir um programa de treinamento de nove meses. ?Os recém-formados já estavam em trajes civis?, afirmou Marwat.

Segundo a polícia, o número de mortos ainda não é definitivo e pode aumentar. As agências internacionais noticiam que o número de mortos varia entre 68 e 73.

Fonte: G1