Terceiro sobrevivente é achado em navio naufragado na Itália

Terceiro sobrevivente é achado em navio naufragado na Itália

O acesso a ele é difícil, porque é necessário que os resgatistas atravessem regiões alagadas dentro do navio.

Um terceiro sobrevivente foi localizado no interior do navio de cruzeiro Costa Concordia, que bateu e encalhou na costa da Toscana, na Itália, de acordo com um porta-voz dos bombeiros neste domingo (15).

Trata-se de Marrico Giampetroni, comissário-chefe de bordo, segundo Guiseppe Linardi, prefeito da região de Grosseto. Ele está em boas condições de saúde.

O acesso a ele é difícil, porque é necessário que os resgatistas atravessem regiões alagadas dentro do navio, que virou e está parcialmente submerso no Mar Mediterrâneo.

O acidente, ocorrido na noite de sexta-feira próximo à ilha de Giglio, matou três pessoas, deixou pelo menos 14 feridos e entre 60 e 70 desaparecidos.

Horas antes, na madrugada de domingo, um casal sul-coreano em sua lua de mel foi resgatado de dentro do barco, depois que os bombeiros, que trabalhavam na parte emersa do Costa Concordia, ouviram seus gritos de socorro.

Tratava-se de Hye Jim Jeong e Kideok Han, de 29 anos. Eles haviam embarcado no navio na cidade de Civitavecchia, poucas horas antes. Equipe da tripulação foi vista em botes de embarque domingo de manhã, com o seu equipamento de mergulho, que incluía um capacete especial com uma luz frontal.

Eles então foram vistos tocando o casco com as mãos perto do corte de 50 metros de comprimento onde a água inundou e causou a virada do navio.

O navio chocou-se contra uma rocha, encalhou em um banco de areia próximo à ilha de Giglio, na Toscana, região central da Itália, teve seu casco quebrado, virou e ficou parcialmente submerso. O acidente ocorreu a cerca de 40 quilômetros do continente, muito perto da ilha de Giglio.

Havia 53 brasileiros a bordo -47 passageiros e 6 tripulantes-, mas não há notícias de brasileiros entre os mortos, feridos ou desaparecidos, segundo o Itamaraty.

Fonte: G1