Tragédia no Nepal: Homem é resgatado com vida dois dias após terremoto

O homem estava sob os escombros desde sábado. O resgate ocorreu na área de Sitapayala, depois que os socorristas ouviram gritos.

Uma equipe de resgate da Turquia retirou um homem vivo nesta segunda-feira (27) dos escombros de um prédio destruído após o terremoto do último sábado (24) em Katmandu, no Nepal.

Image title


O homem estava sob os escombros desde sábado. O resgate ocorreu na área de Sitapayala, depois que os socorristas ouviram gritos.

A condição de saúde da vítima não foi divulgada, mas ela parecia estar consciente quando foi retirada.A equipe da Turquia chegou à capital nepalesa no domingo.Mais de 3,8 mil pessoas morreram após o terremoto. Mais de mil vítimas morreram em Katmandu, capital do país.

Os feridos já somam pelo menos 7 mil.MedoMilhares de nepaleses começaram a deixar a capital nesta segunda, com o medo espalhado pela cidade após dois dias de tremores secundários e em meio à escassez de água e comida.

Um funcionário do Ministério do Interior disse que as autoridades não têm conseguido fazer contato com algumas das áreas mais afetadas do país montanhoso e que o número total de mortos pode chegar a 5.000.

As estradas de saída de Katmandu ficaram lotadas de pessoas, algumas carregando bebês no colo. Muitas tentavam subir em ônibus ou conseguir caronas em carros e caminhões para as planícies.Dezenas de milhares de habitantes passaram outra noite ao relento, em barracas, ao mesmo tempo em que buscavam proteção da forte chuva. O solo ainda treme em alguns momentos e muitas pessoas não conseguiram dormir.

Image title


"Há muito medo e confusão", disse Bijai Sreshth, enquanto tentava ouvir no rádio alguma mensagem do governo."Não sabemos o que vai acontecer com a gente, nem o tempo que vamos passar aqui", lamenta o pai de família, que se refugiou com os três filhos, a esposa e a mãe em um parque.

O porta-voz do ministério nepalês do Interior, Laxmi Prasad Dhakal, alertou que o país precisa de helicópteros para as operações de emergência nas zonas rurais, assim como de água potável e mantimentos para os sobreviventes. Ações humanitáriasAs autoridades do Nepal afirmaram que fazem o possível para ajudar as regiões isoladas mais próximas ao epicentro do terremoto, situado 80 quilômetros ao noroeste de Katmandu.

Os socorristas nepaleses recebem o reforço de centenas de ativistas humanitários procedentes de países como China, Índia ou Estados Unidos.Quase 70 americanos viajarão ao Nepal, e o governo de Washington anunciou a liberação de US$ 1 milhão para ajudar o país.Os hospitais estão lotados e os médicos trabalham sem descanso em condições muito precárias. Os necrotérios estão saturados.

Fonte: G1