Trump: mundo seria lugar melhor com Hussein e Kadafi no poder

Pré-candidato em entrevista ao programa "State of the Union" da CNN

Segundo o pré-candidato à presidência dos Estados Unidos, Donald Trump, o mundo seria um lugar melhor se governantes como Sadam Hussein e Muammar Kadafi ainda estivessem no poder, tal como declarou em uma entrevista divulgada no domingo.

Quando o multimilionário foi perguntado durante o programa "State of the Union" da CNN se o mundo seria um lugar melhor se Hussein e Kadafi ainda estivessem comandando o Iraque e a Líbia, Trump respondeu que em "100 por cento".

Sadam, ex-presidente do Iraque, saiu do poder em 2003 após invasão liderada pelos EUA e foi executado em 2006.

Image title

ADVERTISEMENT

Por sua parte, Kadafi governou a Líbia durante décadas e foi destituído e executado em outubro de 2011.

"Agora mesmo é muito pior que nunca antes com Sadam Hussein ou Kadafi", afirmou Trump.

"Quero dizer, olhe para o que aconteceu. A Líbia é uma catástrofe. A Líbia é um desastre. O Iraque é um desastre. A Síria é um desastre. Todo o Oriente Médio. Tudo explodiu em torno de Hillary Clinton e (Barack) Obama".

Durante o programa, também chamou o Iraque de "Harvard para terrorismo", afirmando que o país havia se tornado um "campo de entretenimento para terroristas".

"Veja como estava o Iraque há alguns anos, não digo que Sadam foi isso tudo, ele era horrível, mas era melhor do que acontece agora", assegurou o pré-candidato.

Trump assegurou que sua estratégia política estaria centrada em fortalecer o exército de seu país.

"A doutrina Trump é muito simples", continuou. "É a força. Ninguém vai se meter com a gente, nosso exército será mais forte".

Fonte: Com informações da Exame