União Europeia diz que irá rever suas relações com o Egito urgentemente

Além disso, a UE assinalou que tomará medidas para impulsionar o processo democrático

A União Europeia (UE) irá rever suas relações com o Egito nos próximos dias, de acordo com um comunicado da organização divulgado neste domingo. Além disso, a UE assinalou que tomará medidas para impulsionar o processo democrático e pôr fim à violência no país, que considerou injustificável e da qual responsabilizou principalmente o governo interino e o Exército. A medida acontece depois de dias de grande violência que deixaram centenas de mortos no país.

Na nota, o presidente do Conselho Europeu, Herman Van Rompuy, e o presidente da Comissão Europeia, José Manuel Durão Barroso, apelaram para que todas as partes mostrem moderação para evitar uma nova escalada na violência no Egito.

?Para este efeito, junto com seus Estados-membros, a União Europeia irá urgentemente rever nos próximos dias suas relações com o Egito e adotar medidas para atingir estes objetivos?, afirma o comunicado.

"A violência e os assassinatos destes últimos dias não podem se justificar nem tolerar. Os direitos humanos devem ser respeitados. Os prisioneiros políticos devem ser libertados", assinalaram em comunicado conjunto Van Rompuy e Durão Barroso.

Embaixadores dos 28 países do bloco devem se reunir amanhã em Bruxelas para analisar a situação e estudar a possível convocação de um encontro extraordinário dos ministros europeus das Relações Exteriores.

Fonte: Terra, www.terra.com.br