União Europeia investiga Google por abuso de posição dominante

União Europeia investiga Google por abuso de posição dominante

A Comissão disse ainda que vai também examinar alegações de que o Google criou obrigações de exclusividade com parceiros publicitários

Autoridades regulatórias da União Europeia lançaram uma investigação formal nesta terça-feira contra o Google por abuso de posição dominante na busca da informação on-line. Vários fornecedores de serviços de busca online reclamaram que a empresa tem abusado de sua posição dominante no mercado.

"A Comissão Europeia vai investigar se o Google abusou de seu domínio no mercado de buscas online ao ter supostamente reduzido a classificação de resultados de serviços rivais", afirmou o braço executivo da UE em comunicado.

O Google informou em fevereiro que o site britânico de comparação de preços Foundem e o serviço francês de busca jurídica ejustice.fr reclamaram que a o algoritmo de busca da companhia rebaixou seus sites porque eram rivais. A empresa também afirmou que a Microsoft reclamou sobre os termos padrão e condições.

A Comissão disse ainda que vai também examinar alegações de que o Google criou obrigações de exclusividade com parceiros publicitários que os impedem de inserir certos tipos de anúncios rivais em seus sites, bem como com fornecedores de computadores e de software. O objetivo seria eliminar ameaça de ferramentas rivais de busca.

O braço executivo da UE também investigou supostas restrições à portabilidade de dados de campanhas de publicidade online para plataformas concorrentes de propaganda na Web.

Fonte: Terra, www.terra.com.br