Voo entre EUA e Austrália tem inundação e dá meia volta

Vários passageiros postaram, em redes sociais, fotos dos corredores cheios de água

Um voo da companhia aérea australiana Qantas teve de retornar a Los Angeles (EUA), de onde havia decolado com direção a Melbourne (Austrália), porque um vazamento de água inundou os corredores do Airbus A380 que faria a viagem de 16 horas sobre o Pacífico, à noite, segundo informa reportagem do britânico "The Guardian".


Voo entre EUA e Austrália tem inundação e dá meia volta

A aeronave pousou de volta a L.A. cerca de duas horas após a partida, na madrugada desta quarta-feira (2).

Vários passageiros postaram, em redes sociais, fotos dos corredores cheios de água.

"Em um primeiro momento, pareciam respingos, e cheguei a pensar que alguém tivesse derramado um copo. Mas, depois o volume começou a aumentar e encheu os dois corredores", disse a atriz Yvette Nicole Brown, que estava entre os passageiros.

"Era um rio, literalmente. Foi a coisa mais apavorante que já vi", disse ela em entrevista a jornalistas.

De acordo com o sindicato dos engenheiros aeronáuticos, a falha colocou o avião em perigo. "Se a água tocasse os componentes eletrônicos, poderia fazer o avião cair", disse o representante da entidade, Stephen Purvinas.

A Qantas informou que não houve riscos aos passageiros com o vazamento e que todos foram colocados em hotéis até a confirmação de um novo embarque.


Voo entre EUA e Austrália tem inundação e dá meia volta

"Todos os sistemas do avião são muito bem protegidos, portanto, não havia problema para a segurança dos passageiros", declarou um porta-voz da empresa.

"A tripulação a bordo fez tudo o que pode para ajudar os passageiros, incluindo movê-los para áreas não afetadas, providenciando cobertores para que pudessem manter-se secos", informou a companhia aérea em um comunicado.

"Nós estamos acomodando os passageiros em hotéis enquanto a questão é resolvida por nossos engenheiros em Los Angeles. Pedimos desculpas aos clientes pela inconveniência".

"Não houve preocupações relacionadas à segurança do voo com o vazamento de água. Entretanto, o capitão decidiu retornar a L.A. com interesse no conforto dos passageiros. Nós estamos em contato com a Airbus para entender o que causou essa falha", afirmou a Qantas. (com agências internacionais)

Fonte: UOL