Investigação na Secretaria Estadual de Saúde deve durar 1 mês

Investigação na Secretaria Estadual de Saúde deve durar 1 mês

Agora, a prioridade é realizar as obras de escoramento do prédio.

Na semana passada, a Secretaria Estadual de Saúde do Piauí (Sesapi) assinou o contrato para a realização de reformas no prédio do órgão, destruído por incêndio no último dia 24 de outubro. Agora, a prioridade é realizar as obras de escoramento do prédio, para que a Polícia Federal, encarregada das investigações do caso, possa fazer a perícia.

O engenheiro Jônathas Nunes, que faz parte da equipe montada pelo governador para cuidar dos encaminhamentos da reforma, afirmou que as modificações mais significativas na estrutura do prédio só poderão ser feitas depois de um mês, período em que a perícia da PF já deverá ter sido concluída.

“Estamos analisando a melhor forma de realizar o escoramento, de modo que não interfira de forma alguma no local, para não dificultar o trabalho dos policiais”, disse Nunes, que também á analista da Controladoria Geral do Estado (CGE).

No contrato, o prazo de conclusão da obra é de 120 dias. Na sexta-feira passada (09), foi feita mais uma reunião com a equipe técnica, a fim de discutir os detalhes das primeiras intervenções no prédio.

Na manhã de ontem, o local, que fica no Centro Administrativo (zona sul da cidade) ainda permanecia isolado e resguardado por equipes da Polícia Militar e segurança armada. O custo da reforma deve chegar a R$ 1,2 milhão.

Fonte: Dowglas Lima