Investimentos das Estatais no Nordeste irá gerá mais de 98 mil empregos no PI

Técnicos do BNB estimaram os efeitos principais dos investimentos previstos pela Petrobras e Eletrobrás na região, em 2010, no total de R$16 bilhões

Técnicos do Banco do Nordeste estimaram os efeitos principais dos investimentos previstos pela Petrobras e Eletrobrás na região, em 2010, no total de R$ 16 bilhões. Com a ajuda da ferramenta Matriz de Insumo-Produto do Nordeste, de propriedade do BNB-Etene, foi estudado o impacto dessas inversões sobre o valor bruto da produção (VBP), valor adicionado (VA), empregos, salários e tributos na economia das áreas beneficiadas.

De acordo com a análise, incluída na edição 23 da Revista Conjuntura Econômica (http://www.bnb.gov.br/projwebren/Exec/rce.aspx), os investimentos projetados devem gerar R$ 64,8 bilhões em VBP, sendo 60,7% no Nordeste, e aproximadamente 2 milhões de empregos, dos quais 80,6% na região. Cabe observar que o volume de empregos gerados ocorre durante a maturação dos projetos de investimentos. Esses empregos não permanecem após a realização dos investimentos.

No caso do valor adicionado ? que é o PIB gerado por esses investimentos, ele corresponde a R$ 33,3 bilhões, dos quais R$ 22,7 bilhões ficam na região. Os salários representam 61% dos investimentos previstos ou R$ 9,7 bilhões, e os tributos 67% ou R$ 10,6 bilhões.

Raio do impacto

Conforme os técnicos encarregados dos cálculos, esses impactos são estimados dentro do estado sede do projeto, nos outros estados do Nordeste e no restante do país. As repercussões passam a ocorrer a partir da realização do investimento (efeitos diretos) e se prolongam no período de sua maturação, gerando também efeitos indiretos e induzidos (de renda) em outras cadeias produtivas, explica o economista Ricardo Vidal.

Ele explica também que Pernambuco aparece como o estado mais beneficiado em função do volume dos investimentos projetados para o Estado. Na variável emprego, por exemplo, estima-se que 733 mil pessoas deverão ser contratadas em Pernambuco, dentro das cadeias produtivas que receberão os investimentos e a partir dos impactos indiretos e induzidos que ocorrerão em outros setores produtivos, em curto e médio prazo.

Os investimentos das estatais no Nordeste incluídos no Orçamento Geral da União totalizaram R$ 17,3 bilhões, dos quais 92% representam a participação da Petrobras e Eletrobrás. Para verificar a relação dos projetos, acesse o artigo sobre finanças na edição 23 da revista Conjuntura (http://www.bnb.gov.br/projwebren/Exec/rce.aspx).

Fonte: BNB