Jacinta Andrade entrega casas em setembro

A diretora presidente da ADH afirma que todos os serviços executados pelas construtoras do conjunto já foram pagos.

Está confirmado para o mês de setembro a entrega das casas do Residencial Jacinta Andrade, conjunto habitacional que está sendo construído em Teresina. São 4.300 novas moradias, que fazem do Jacinta Andrade o maior projeto habitacional financiado pelo PAC em todo o Brasil. O residencial terá cerca de 20 mil pessoas, o que faz dele maior que dois terços das cidades piauienses.

A data de conclusão e entrega das casas foi con firmada pela diretora da Agência de Desenvolvimento Habitacional do Piauí (ADH), Ana Lúcia Gonçalves, e a Construtora Sucesso, responsável pelo maior lote de casas do conjunto. O acordo prevê a imediata retomada da obra, que estava parcialmente paralisada diante do pedido de rescisão do contrato da referida construtora. A empresa se comprometeu a solicitar a suspensão do pedido de destrato, que estava sob análise da Procuradoria Geral do Estado.

A diretora presidente da ADH afirma que todos os serviços executados pelas construtoras do conjunto já foram pagos. Ela ressalta que o Governo do Estado já assegurou recursos para as novas medições a fim de garantir que não haja atrasos na maior obra do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) na área de habitação do Brasil.

?O mais importante é tranquilizar os beneficiários do Jacinta Andrade. Mais de 50% das casas já estão prontas, mas como se trata de uma obra completa em termo de infraestrutura, o empreendimento só será entregue em setembro, quando poderemos assegurar o abastecimento de água e energia elétrica aos moradores, para que eles possam viver com dignidade?, reafirma Ana Lúcia Gonçalves.

O governador Wilson Martins está agendando uma visita ao residencial para constatar a continuidade do projeto de desenvolvimento habitacional na região Norte de Teresina. A visita oficial também inclui o conjunto Mirante Santa Maria da Codipi, que será entregue até o final do ano com 648 moradias destinadas à população de baixa renda.

Fonte: CCOM