Jornalista registra queixa contra Ceará por uso de foto em meme

De acordo com a Polícia Civil do Rio de Janeiro, foi feito um registro por difamação na 126ª DP (Cabo Frio), a vítima foi ouvida e a delegacia encaminhou uma carta precatória à Polícia Civil de SP.

A jornalista Letícia Silva, de 24 anos, se surpreendeu ao saber, por uma amiga, que uma foto dela estava sendo compartilhada em redes sociais em um meme, que se referia a ela como uma “golpista”, que “ seduz você, depois te leva pro motel, depois do serviço feito, ela te dá um sossega leão e rouba todo o seu dinheiro”.

A “brincadeira” que circula pela internet e usa a imagem de Letícia pode render um processo ao humorista Wellington Muniz, conhecido como Ceará, que compartilhou a montagem em suas contas no Instagram e no Twitter. Surpresa com a repercussão, a jornalista decidiu ir à delegacia de Cabo Frio para registrar uma ocorrência contra o artista, que recentemente assinou contrato com a Multishow.

— Isso nunca tinha acontecido antes. Fiquei sabendo através de uma amiga que seguia o Ceará. Ela viu e falou comigo que a minha foto estava lá com dizeres muito maldosos. Quando entrei no perfil dele, levei um susto. Falei com o meu marido e no dia seguinte fui na 126ª DP (Cabo Frio) e abri um boletim de ocorrência — explica Letícia.

Ceará, na publicação, faz uma repostagem de um canal de humor chamado BemFudex, que costuma postar montagens e memes. Nesta quinta-feira, após ser comunicado sobre a ida de Letícia à delegacia para prestar queixa, o humorista apagou a publicação de suas contas. A jornalista conta que nunca havia visto a montagem e que a foto usada é antiga.

— A foto é antiga, de uns cinco anos atrás. Eu nunca tinha visto essa montagem. Abri um boletim de ocorrência e agora ele vai ser chamado pra depor. Vou entrar com um processo contra ele por danos morais — revela. Por meio de assessoria de imprensa, Wellington Muniz informou que “não teve a menor intenção ofensiva quando da republicação da imagem em questão”.

humorista explicou que republicou o conteúdo de um perfil de humor e que não teve o objetivo de “denegrir ou causar constrangimento à moça que ilustrava essa imagem”. Na nota, Ceará diz ainda que “interpretou a conjugação do texto e da imagem como uma simples brincadeira, sem qualquer conotação que pudesse pressupor a prática ou a ocorrência de algo mais sério, mas, apenas, a exaltação à beleza da já referida moça que ilustrava essa imagem”. Por fim, o humorista pediu desculpas pelo ocorrido e informou que já excluiu a imagem de sua conta.

De acordo com a Polícia Civil do Rio de Janeiro, foi feito um registro por difamação na 126ª DP (Cabo Frio), a vítima foi ouvida e a delegacia encaminhou uma carta precatória à Polícia Civil de São Paulo para que o suposto autor preste depoimento. A polícia informou ainda que as investigações sobre o caso ainda estão em andamento.

Confira a nota oficial de Wellington Muniz, o Ceará, na íntegra:

O humorista Wellington Muniz, o Ceará, informa que não teve a menor intenção ofensiva quando da republicação da imagem em questão – cuja publicação originária, diga-se de passagem, partiu de um perfil de humor no Instagram e cuja republicação vinha sendo feita de forma sistemática em diversas mídias sociais – , muito menos no sentido de denegrir ou causar constrangimento à moça que ilustrava essa imagem. Esclarece, outrossim, que interpretou a conjugação do texto e da imagem como uma simples brincadeira, sem qualquer conotação que pudesse pressupor a prática ou a ocorrência de algo mais sério, mas, apenas, a exaltação à beleza da já referida moça que ilustrava essa imagem. De qualquer forma, Ceará pede desculpas pelo ocorrido e antecipa que já excluiu a imagem do seu Instagram.



Fonte: Globo.com