Jovem médica é chamada de ‘preta pobre’ e perdoa agressor

O pai do acusado fez um 'apelo' e a médica decidiu perdoar o jovem.

Iara Brandão, de 26 anos, passou por uma situação difícil durante plantão no município de Ipiaú, na Bahia. A jovem médica iria atender mais um paciente, mas foi informada que havia um acidente envolvendo seu carro que encontrava-se estacionado em frente a clinica onde trabalha.

Image title

Iara, juntamente com um funcionário que não teve o nome divulgado, foi verificar o que  estava acontecendo e acabou sendo ofendida pelo homem que colidiu contra seu carro. Ela foi xingada de  “preta”, “pobre”, “feia” e “baixinha”. Em entrevista, revelou que o acusado estava transtornado.

"O rapaz estava completamente descontrolado, visivelmente embriagado. Mesmo com a chegada da polícia, não se conteve. Xingou os policiais e até depredou a viatura", disse ela que imediatamente pensou em processar o jovem, mas desistiu ao ser abordada pelo pai dele, José Raimundo Lima, que fez um 'apelo'.

"Ele me pediu desculpas, contextualizou a história do filho, que seria uma pessoa de temperamento difícil, com tendência à depressão e bipolaridade e que não se medicava de forma correta. Fiquei muito sensibilizada com o depoimento dele, mas decidi manter o boletim de ocorrência", disse.

Além de 'explicar' a situação do filho, ele publicou uma mensagem no Facebook onde pede desculpas. Após isso, a jovem decidiu perdoar e não entrar mais com processo.

"Decidi não processá-lo, muito por conta da situação em que este rapaz se encontra, digna de pena. Muito também pelos meus pais, que pediram para que eu refletisse com mais calma", afirmou Iara. 

Image title

Image title



Fonte: Com informações do Extra