Jovem morre por suspeita de uso excessivo de anabolizante em SP

Jovem era fisiculturista e participava de competições no exterior

Um jovem fisiculturista de 23 anos morreu na tarde desta terça-feira (27) no hospital São Lucas, em Taubaté (SP). De acordo com o cardiologista que atendeu o paciente, a suspeita é que ele tenha feito uso excessivo de anabolizantes. Após o óbito, o médico postou um desabafo nas redes sociais.

Image title

De acordo com o o médico Marco Calcada, Mateus Ferraz deu entrada no hospital às 23h desta seguda-feira (26) com falta de ar. "Ele não conseguia falar, a namorada disse que ele tinha usado anabolizante acima do recomendado e, depois, a mãe dele chegou falando a mesma coisa. O coração estava inchado, ele não tinha antecedentes de doença cardíaca, não é uma coisa comum. No entanto só uma necrópsia pode confirmar a causa do óbito", afirmou.

O tipo de anabolizante usado e se o uso atendia uma recomendação médica não foram informados pela família ao médico.

Segundo o IML, o hospital atestou apenas que a morte foi causada por insufiência respiratória. A família do jovem foi procurada pela reportagem, mas não quis se manifestar sobre o assunto.

Alerta

Abalado com a morte, o médico fez uma postagem no seu Facebook que viralizou. Em cerca de duas horas foram mais de 400 curtidas e aproximadamente 180 compartilhamentos.

Na postagem o médico disse: "Hoje o dia foi de tristeza e derrota. O uso abusivo de anabolizantes ceifaram mais uma vida, 23 anos. Uma montanha de músculos sucumbiu sem retorno. Agora resta uma mãe desesperada, uma família destinada, uma namorada sem chão, amigos sem o amigo e nós da UTI que lutamos até o último segundo para resgatar aquela vida. Todos perdemos. Que sirva de testemunho para tantos outros que usam anabolizantes indiscriminadamente. Desgraça não acontece só com os outros", diz o texto postado pelo profissional.

O hospital São Lucas foi procurado e confirmou que o médico realizou o atendimento após ter sido solicitado pelo plantonista. No entanto, não quis dar detalhes sobre o atendimento. 

Fonte: Com informações do G1