Jovem que "fumou" nota de R$ 50 é liberada para voltar a dirigir

Jovem que "fumou" nota de R$ 50 é liberada para voltar a dirigir

Estudante de direito foi flagrada dirigindo embriagada, em agosto de 2012.

Após o término do processo judicial, a estudante de direito Luiza Gomes, 20 anos, que tentou "fumar" dinheiro e ligar o carro com um canudo, em agosto de 2012, está apta a tirar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH), segundo o Tribunal de Justiça do Espírito Santo (TJES). A juíza responsável pela sentença afirma que a jovem cumpriu a pena determinada. O Ministério Público Estadual (MPES) concordou com a Justiça e pediu o arquivamento dos autos. Durante quatro meses, a estudante prestou serviço à comunidade, no Hospital da Polícia Militar, em Vitória. A estudante não foi localizada para falar sobre o assunto.

A jovem foi multada na manhã do dia 17 de agosto de 2012, após ser flagrada pela polícia sem carteira de habilitação e visivelmente embriagada. Durante a abordagem, ainda sob efeito de álcool, a estudante tentou fumar uma nota de R$ 50, confundindo com um cigarro, e tentou ligar o carro usando um canudo, que acreditava ser a chave do veículo. "É lógico que eu bebi, bebi um pouco como qualquer pessoa da festa bebeu", disse, à época.

A juíza Rachel Durão Correia Lima, do 2º Juizado Especial Criminal de Vitória, afirma, na sentença, que a pena foi cumprida e, por isso, a medida que proibia a estudante de retirar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) foi revogada. Para a magistrada, não há razão para manter a medida cautelar que diz respeito à proibição da jovem de obter a CNH.

A mãe da estudante também foi acionada. De acordo com Detran, ela assumiu o risco ao emprestar o veículo, já que a jovem não era habilitada a dirigir. A mãe teve que pagar R$ 400 em cestas básicas para a Associação Feminina de Combate ao Câncer (Afecc), durante 30 dias.

O Departamento de Trânsito do Espírito Santo (Detran-ES) informou que não foi notificado pela Justiça, mas assim que receber o comunicado, vai promover a retirada da medida que impede a estudante de retirar a habilitação.

Fonte: G1