Jovens que recorrem a viagra, álcool e drogas em festas falham na Hora H

Mistura de medicamentos e bebidas atrapalha desempenho sexual

Para melhorar o desempenho sexual e desfrutar dos momentos de prazer, muitos jovens recorrem a medicamentos, bebidas alcoólicas e até drogas. No entanto, o uso abusivo dessas substâncias faz com que muitos falhem na hora H.

Por insegurança e medo de não obter uma boa performance na cama, os adolescentes costumam recorrer ao ?plano B?, conforme afirma a psicóloga e sexóloga Dra. Maria Claudia Lordello, do projeto Afrodite do Ambulatório de Sexualidade da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo).

? O álcool, por ser uma bebida depressora do sistema nervoso central, quando consumido em excesso, prejudica a capacidade física e o desempenho sexual, pois provoca moleza e sono.

Para não passar vergonha com a parceira, o público masculino também costuma utilizar estimulantes sexuais como o Viagra ? medicação que favorece a ereção masculina. No entanto, a mistura do remédio com o álcool pode surtir efeito contrário, ou seja, impotência, explica o urologista Dr. Valter Javaroni, membro do Departamento de Andrologia da SBU (Sociedade Brasileira de Urologia).

? Quando o usuário exagera nas doses, ele inibe os estímulos excitatórios, retarda a ejaculação e, até mesmo, atrapalha o orgasmo feminino.

De acordo com o urologista, a mistura de medicamentos para disfunção erétil com bebida alcoólica pode não causar somente a impotência, como também estimula o sexo sem os cuidados necessários para evitar as DSTs (doenças sexualmente transmissíveis), como o HIV e o HPV.

Dependência psicológica

O psicólogo Murilo Battisti, ex-conselheiro do CONAD (Conselho Nacional de Políticas sobre Drogas), ressalta que essa mistura pode causar uma dependência emocional e psicológica no usuário.

? Para causar ?boa impressão? durante o sexo, o homem cria o hábito de tomar o estimulante sexual com álcool e isso pode se tornar um círculo vicioso. Chega um momento que ele não consegue mais ter relações sexuais ?normais?.

Além disso, o uso abusivo de drogas com álcool pode trazer problemas cardiovasculares sérios, como arritmia cardíaca, pressão alta e até o infarto.

Ecstasy

As drogas ilícitas aparecem como mais uma tentativa de o homem não falhar na hora H. Entre as mais comuns, destaca-se o ecstasy, também conhecido como a droga do amor. Segundo o psicólogo, a combinação da droga com o álcool é altamente perigosa e pode deixar a pessoa mais introspectiva, desidratada e com um desempenho sexual abaixo das expectativas.

? Essa mistura também aumenta a sensibilidade e o desejo do usuário.

Mais do que isso, o ecstasy pode causar outros efeitos colaterais graves, afirma o cardiologista Dr. Nabil Ghorayeb, médico do esporte do Hcor (Hospital do Coração).

? Há vários casos de infarto agudo do miocárdio causado pela droga. Além disso, ela leva a pessoa a ter alucinações e hipertemia ? aumento da temperatura normal do corpo.

Fonte: r7