Julgamento é adiado, e banda New Hit mantém agenda de shows normal

A produção da Banda informou também através da rede social que os contratos firmados seriam cumpridos

Mesmo com um julgamento em andamento, os músicos da Banda New Hit ainda continuam sendo contratados para shows pelo Nordeste. Neste final de semana , a banda faz apresentações nas cidades de Cabo de Santo Agostinho, Jaboatão de Guararapes e Recife, em Pernambuco, segundo informações divulgadas no Facebook da banda e das festas nas quais ela foi contratada.

O primeiro show será realizado dois dias depois que Márcia Simões, juíza titular de Ruy Barbosa, município localizado a 320 km de Salvador, decidiu adiar o julgamento dos músicos para o mês de setembro. Duas testemunhas de defesa não foram encontradas para serem intimadas.

Os anúncios foram postados no Facebook antes da decisão da juíza, e neles a Banda aparece como atração principal nas festas que reúne outras bandas, como Torpedo Cillada, Companhia da Lapada e MC Juninho e Renova.

Logo após o adiamento do julgamento, a produção da Banda informou também através da rede social que os contratos firmados seriam cumpridos e a banda está disponível para novos contratos.

A reportagem do tentou contato com os números disponibilizados pela produção da banda, mas não foi atendida.

Repercussão na Câmara - Os vereadores de Salvador continuam se manifestando contra o adiamento do julgamento. A vereadora Aladilce Souza (PC do B), vice-presidente da Comissão da Mulher protestou na tribuna da Casa nesta sexta-feira, 22, e pediu uma aprovação de uma Moção para que o caso fosse apurado com mais rapidez.

Segundo nota da Câmara de Vereadores, Suíca (PT), Fabíola Mansur (PSB) e leandro Guerrilha (PSL) também se manifestaram contra o adiamento do julgamento na sessão desta sexta-feira.

Entenda o caso - Os nove músicos são acusados de violentar duas fãs adolescentes dentro do ônibus da banda após show na micareta de Ruy Barbosa. De acordo com a denúncia, elas entraram no veículo para pedir autógrafo aos integrantes da New Hit.

Os músicos foram presos em flagrante e ficaram detidos até 3 de outubro. Em setembro, um laudo médico atestou a presença de esperma nas roupas das adolescentes, além do rompimento do hímen (virgindade) de uma das garotas. Um soldado da Polícia Militar também é acusado de ter sido conivente com o crime.

Fonte: UOL