Goleiro Bruno reconhece na Justiça filho de Eliza Samudio

Goleiro Bruno reconhece na Justiça filho de Eliza Samudio

Criança, hoje com dois anos, passa a se chamar Bruno Samudio de Souza

A Justiça do Rio de Janeiro publicou sentença de reconhecimento de paternidade do filho de Eliza Samudio pelo goleiro Bruno Fernandes das Dores de Souza. Segundo o advogado Rui Pimenta, a partir do documento, publicado no dia 12 de julho, o jogador é legalmente pai da criança. "Declaro Bruno Samudio filho de Bruno Fernandes das Dores de Souza", diz o juiz em sentença dada em primeira instância. Ainda segundo a decisão, o nome do jogador deve constar na certidão de nascimento da criança, que passa a chamar-se Bruno Samúdio de Souza.

O juiz determinou que o Cartório de Registro Civil de Pessoas Naturais em Belezinho, em São Paulo ? local onde o filho de Eliza Samudio foi registrado ? cumpra o que foi determinado. Pimenta afirma que este era o desejo do jogador. A defesa explicou que o processo, movido em nome da criança, pedia também pensão alimentícia, o que ainda está em andamento.

A solicitação de reconhecimento de paternidade foi iniciada por Eliza Samudio. A defensora Maria Lúcia Borges, que representa a família, não quis comentar sobre o processo, por alegar que corre em segredo de Justiça. O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ) também não comenta o caso.

Em maio deste ano, o advogado Rui Pimenta falou a respeito da vontade do goleiro Bruno de repassar parte de seus rendimentos aos três herdeiros ? o filho com Eliza Samudio e as filhas com Dayanne Souza. ?Bruno vai ofertar aos filhos 10% de tudo que ele vier a ganhar na vida. Se um time o contratar amanhã por R$ 5 milhões, ele vai dar R$ 500 mil para os filhos?, disse o defensor.

Filho

Atualmente com dois anos, o filho de Eliza Samudio vive com a avó materna, Sônia Moura, e recebe acompanhamento psicológico. De acordo com a mãe da ex-modelo, o menino é criado com a renda familiar.

"O Bruninho está ótimo, está bem de saúde. Ele tem pesadelo, trauma de homem com moto.Tem que preparar ele psicologicamente para tudo que ele vai vir a saber daqui para frente. Ele sabe que eu não sou mãe, chama de mãe, mas sabe que sou avó. Se perguntar o nome da mãe dele, ele fala Eliza", contou Sônia.

Caso Eliza Samudio

O goleiro Bruno Fernandes e mais sete réus vão a júri popular no processo sobre o desaparecimento e morte de Eliza Samudio, ex-namorada do jogador. Para a polícia, Eliza foi morta em junho de 2010 na Região Metropolitana de Belo Horizonte, e o corpo nunca foi encontrado. Em fevereiro de 2010, a jovem deu à luz um menino e alegava que o atleta era o pai da criança. Atualmente, o menino mora com a mãe de Eliza, em Mato Grosso do Sul.

O goleiro, o amigo Luiz Henrique Romão ? conhecido como Macarrão ?, e o primo Sérgio Rosa Sales vão a júri popular por sequestro e cárcere privado, homicídio triplamente qualificado e ocultação de cadáver. Sérgio responde ao processo em liberdade. O ex-policial Marcos Aparecido dos Santos, o Bola, também está preso e vai responder no júri popular por homicídio duplamente qualificado e ocultação de cadáver.

Dayanne, ex-mulher do goleiro; Wemerson Marques, amigo do jogador, e Elenílson Vítor Silva, caseiro do sítio em Esmeraldas, respondem pelo sequestro e cárcere privado do filho de Bruno. Já Fernanda Gomes de Castro, outra ex-namorada do jogador, responde por sequestro e cárcere privado de Eliza e do filho dela. Eles foram soltos em dezembro de 2010 e respondem ao processo em liberdade. Flávio Caetano Araújo, que chegou a ser indiciado, foi inocentado.

Segundo o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), não há previsão de data para o julgamento do caso Eliza Samudio.


Justiça determina: goleiro Bruno é o pai do filho de Eliza Samúdio

Fonte: G1