Justiça pede prisão de presidente do Barça pelo caso Neymar

Além do pedido da prisão, o Barcelona e Bartomeu e Rosell ainda podem ter que pagar uma multa milionária


Os festejos pela vitória sobre o Real Madrid neste domingo (22), por 2 a 1, em jogo válido pelo Campeonato Espanhol, serão ofuscados por uma notícia que pode abalar o Barcelona. De acordo com a rádio catalã "Cadena SER", a Audiência Nacional, uma espécie de Ministério Público espanhol, solicitou a prisão do presidente do clube, Josep Maria Bartomeu, e do ex-mandatário Sandro Rosell, por irregularidades na contratação de Neymar, em 2013.

Para o atual mandatário, o tribunal pediu pena de dois anos e três meses, que fazia parte da diretoria blaugrana na época em que Rosell comandava a diretoria e assumiu o cargo após sua renúncia, quando as denúncias sobre o caso Neymar vieram à tona. Para o ex-presidente, a côrte solicitou sete anos e três meses.

Além do pedido da prisão, o Barcelona e Bartomeu e Rosell ainda podem ter que pagar uma multa milionária. O clube catalão, que é julgada quanto pessoa jurídica, pode ter que desembolsar 22,2 milhões de euros.

Já os dirigentes também poderão sofrer graves sanções financeiras. Rosell pode receber 25,1 milhões de euros de multa, enquanto a de Bartomeu seria de 3,8 milhões.

 

Fonte: r7