Laboratórios cobram até R$ 85 pela vacina contra gripe suína

Pelas regras da Anvisa o preço máximo para o consumidor é de R$ 40,60 a R$ 44,11

Os laboratórios da marca Delboni Auriemo e Lavoisier Medicina Diagnóstica, pertencentes à empresa Dasa, oferecem a partir desta segunda-feira (12), em São Paulo, a vacina contra o vírus Influenza A (H1N1)- popular gripe suína. O preço da dose varia entre R$ 80, no Lavoisier, e R$ 85, no Delboni.

Pelas regras da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) o preço máximo para o consumidor deve ser de R$ 40,60 a R$ 44,11 (varia de acordo com a alíquota de ICMS praticada pelos Estados). Mas os laboratórios estão cobrando também pelo serviço, o que inclui a logística e a aplicação.

A vacina é diferente da usada pelo Ministério da Saúde na campanha nacional. A dose adotada pelo governo é a monovalente -protege apenas contra a gripe suína. Já as clínicas terão doses trivalentes, composta por cepas do vírus H1N1 pandêmico e outros dois tipos que circulam no hemisfério sul, um ?A? e um ?B?, que imunizam também contra dois vírus da gripe comum.

Procurado pela reportagem, o laboratório Fleury, que havia anunciado a venda de vacinas contra a gripe suína, informou que não tem data específica para começar a comercialização.

Grátis

A vacina está disponível para grupos da população em 36 mil postos de saúde espalhados pelo Brasil. Para se vacinar, basta seguir o cromograma de vacinação do governo federal. Até 23 de abril, devem se vacinar jovens de 20 a 29 anos, além de grávidas, crianças de seis meses a dois anos e doentes crônicos, com exceção dos idosos, que terão data exata de vacinação.

Fonte: r7