Bandido armado estupra dentista e sua recepcionista

Ele é suspeito de pelo menos mais três ataques na zona leste de São Paulo nas últimas semanas.

A polícia procura um homem que invadiu um consultório e abusou de uma dentista e a recepcionista dela em São Paulo. O homem é suspeito de pelo menos mais três ataques na zona leste da cidade nas últimas semanas.

Na quinta-feira (25), ele entrou armado em um consultório e rendeu as duas mulheres. Tanto a dentista quanto a secretária dela reconheceram o estuprador em fotos apresentadas pela polícia. Na fuga, os homem levou um computador, celulares e dinheiro.

A Polícia Civil do 30º Distrito Policial do Tatuapé investiga o caso. As testemunhas reconheceram o criminoso nas fotos apresentadas pelos policias, o que indicou ao delegado do caso que é o mesmo criminoso que atuou em outras ocorrências do mesmo tipo.



Dentistas queimados

A violência contra os dentistas tem sido frequente. O dentista Alexandre Peçanha Gaddy, de 41 anos, morreu em junho, uma semana depois de ter 60% do corpo queimado durante um assalto. Naquele dia, Gaddy havia ficado até mais tarde para esterilizar equipamentos. O crime aconteceu no consultório em que trabalhava na rua dos Periquitos, na Vila Tatetuba, zona leste de São José dos Campos, a 97 km de São Paulo.

Outro caso envolvendo uma dentista chocou o País em abril deste ano. Cinthya Magaly Moutinho de Souza, de 47 anos, foi queimada viva durante um assalto dentro de seu consultório, na rua Copacabana, bairro do Jardim Anchieta, em São Bernardo do Campo. Cinthya disse que estava com pouco dinheiro, mas forneceu o cartão do banco e a senha. Os criminosos sacaram R$ 30 da conta da dentista em um banco próximo ao local do crime. Segundo informações da polícia, eles queimaram a vítima por não terem conseguido levar mais dinheiro.


Ladrão invadiu um consultório em SP estuprou uma dentista e recepcionista

Fonte: r7