Lagoas do Norte investe mais de R$ 491 mil em melhorias sanitárias

Cerca de 64 domicílios do Bairro São Joaquim serão beneficiados.

A Prefeitura de Teresina está investindo R$ 491.961,33 em melhorias sanitárias de 64 domicílios localizados no Bairro São Joaquim, nas proximidades do Parque Lagoas do Norte. A ação contempla construção ou reforma de banheiros e instalações sanitárias em residências às margens do Parque, da Rua Itamaraty até a Rua Jim Borralho, no São Joaquim.

Image title

“Das 64 residências selecionadas para a melhoria sanitária, 30 estão em fase de conclusão das obras. A equipe da Unidade de Projetos Socioambientais (UPS) do Lagoas do Norte visita as residências, verifica a necessidade e conversa com as famílias, que assinam um termo de adesão ao programa de melhoria sanitária, autorizando a Prefeitura de Teresina a realizar a obra. Após a conclusão do serviço, a equipe da UPS retorna a cada residência e, caso o banheiro esteja em pleno funcionamento, o morador assina o termo de recebimento da obra. Caso seja verificada a necessidade de algum reparo, a UPS aciona a empresa licitada e novamente acompanha a realização do serviço”, explicou Letícia Portela, psicóloga do Programa Lagoas do Norte.

Carla Adriana Borges vive na região, com seus quatro filhos e a avó, e foi beneficiada com a construção de um banheiro em sua residência: “Antes, a minha casa não tinha banheiro; o espaço usado para as necessidades era ao lado da cozinha, separado apenas por uma cortina. Então, o novo banheiro é ótimo, forrado e todo na cerâmica.  O mais importante era que eu realmente estava precisando. Também é bom porque o meu banheiro será adaptado para a minha avó, que é cadeirante”, declarou.

Segundo o analista ambiental do Programa Lagoas do Norte, Leonardo Madeira, a melhoria sanitária domiciliar é uma estratégia para o controle de doenças e prevenção de agravos ocasionados pela falta ou inadequação das condições de saneamento básico nos domicílios, com importante impacto positivo na melhoria da qualidade de vida da população.

“A melhoria da qualidade das águas das lagoas, bem como a qualidade de vida dos beneficiados, é um dos objetivos do Programa Lagoas do Norte. As melhorias sanitárias estão ligadas diretamente à higiene e ao destino adequado dos esgotos domiciliares. Antes, os efluentes tinham como destino final, as fossas sumidouros ou as lagoas da zona Norte. A ligação à rede coletora contribuirá para a redução dos riscos de contaminação do solo, do lençol freático e das águas das lagoas. Além disso, o saneamento domiciliar tem como objetivo a redução de doenças relacionadas à ausência do saneamento básico, como diarreias, parasitores e hepatite A”, destacou Leonardo Madeira.

Fonte: Ascom