Laudo reafirma: Praias de São Luís estão impróprias para banho

Laudo reafirma: Praias de São Luís estão impróprias para banho

Um monitoramento realizado, nos dias 16 e 17, indicou que todas as praias da orla de São Luís estão impróprias para banho.

Informações sobre as condições de balneabilidade das praias de São Luís foram divulgadas nesta sexta-feira (20) pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Sema), após determinação de Justiça Federal, que estabeleceu prazo máximo de 15 dias para a divulgação das informações, sob pena de multa de R$ 30 mil.

Um monitoramento realizado esta semana pela técnicos do Laboratório de Análises Ambientais e da Superintendência de Planejamento e Monitoramento da Sema, nos dias 16 e 17, indicou que todas as praias da orla de São Luís estão impróprias para banho. Pelo laudo, foram coletadas amostras nas praias da Ponta d?Areia, São Marcos, Calhau, Olho d?Água, Praia do Meio e Araçagy, sendo 21 pontos de coleta.

Pesquisa

Para a avaliação da qualidade da água utilizou-se indicador microbiológico (Escherichia Coli), para fins de quantificar bactérias/100 mililitros de água do mar, sendo as amostras de água colhidas em situação de maré vazante e na isóbata de 1m. Para isso, utilizou-se o método de substrato cromogênico definido.

O monitoramento obedece aos padrões fixados na Resolução do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama) que diz que "as águas das praias serão consideradas próprias quando, em 80% ou mais de um conjunto de amostras, obtidas em cada uma das cinco semanas anteriores, e colhidas no mesmo local, houver no máximo 800 E.coli/100 mL (NMP - Número Mais Provável). As águas das praias serão consideradas impróprias, quando não atenderem aos critérios anteriores ou quando o valor obtido na ultima amostragem for superior a 2000 E.coli/100 mL (NMP)".

Fonte: G1