"Leva ele para cadeia", implora mãe de suspeito de matar turista durante assalto em rodovia

"Leva ele para cadeia", implora mãe de suspeito de matar turista durante assalto em rodovia

Wemerson Ribeiro da Silva foi preso na noite de quinta-feira (26).

O homem suspeito de ter matado um turista de Diadema (SP), durante um assalto na rodovia Padre Manoel da Nóbrega, segue internado no Hospital Municipal de São Vicente (antigo CREI), no litoral de São Paulo. Wemerson Ribeiro da Silva, de 20 anos, foi baleado durante uma troca de tiros com policiais, na quinta-feira (26), no bairro Quarentenário.

Após ser detido, o rapaz confessou ter atirado em Edi Nelson Manuel de Barros, que viajava com a família para Santos, no último dia (8), quando caiu em uma armadilha de criminosos para assaltar na estrada. O carro bateu em uma pedra, parou e o jovem acabou sendo assassinado durante o assalto.

A mãe de Wemerson, Irinês Silva Catalão, esteve no hospital na manhã desta sexta-feira (27). Ela disse não defender o filho e espera que ele pague pelo que fez. "Se ele fez a coisa errada quero que ele pague à Justiça. Eu não estou passando a mão na cabeça dele. Não estou. Se ele errou, leva ele para a cadeia", diz.

O suspeito também era investigado pela polícia por envolvimento na morte do policial militar Leandro do Nascimento Carvalho, assassinado durante um baile funk, no bairro Catiapoã, em São Vicente, no dia 5 de oututro. Entretanto, ele negou a participação neste crime.

O caso

Edi Nelson Manuel de Barros, de 27 anos morreu, na madrugada do último domingo (8), após ser baleado durante um assalto na rodovia Padre Manoel da Nóbrega, na altura da cidade de São Vicente, no litoral de São Paulo. Segundo a polícia, o jovem de Diadema caiu em uma armadilha de criminosos para assaltar na estrada. O carro bateu em uma pedra, parou e o jovem acabou sendo baleado durante o assalto.

De acordo com familiares, um grupo, dividido em dois carros, saiu de Diadema, na noite de sábado (7), para conhecer uma casa que eles queriam alugar no fim do ano, em Santos. Quando os carros estavam na rodovia Padre Manoel da Nóbrega, em São Vicente, um dos veículos bateu em uma pedra que estava na estrada e foi parar no acostamento. Assustados, todos os turistas saíram dos carros para ver o que tinha acontecido. Em seguida, três homens armados abordaram o grupo. As mulheres entraram no carro, enquanto os assaltantes recolhiam vários pertences dos outros integrantes. Durante a ação, Edi Nelson foi baleado por um dos criminosos.

A vítima foi levada as pressas ao hospital após um tiro no coração. Ele chegou na unidade médica, mas não resistiu ao ferimento e morreu. A mulher do turista, Tatiane Silva de Oliveira, estava com o marido no momento do assalto. Ela contou que viu o marido morrer nos próprios braços. Edi Nelson deixou uma filha de 6 anos, de outro relacionamento.

Fonte: G1