Longevidade é sinônimo de alimentação saudável

Alimentos funcionais, como aqueles à base de soja, ajudam idosos a alcançarem longevidade

Aula de dança, excursões de fim de semana e malhação na academia. Há poucas décadas, se poderia dizer que estas são atividades típicas da rotina de pessoas jovens. Hoje, no entanto, elas estão (tanto quanto ou ainda mais) ligadas à rotina de idosos. Basta dar um giro pelas ruas, praças, clubes e academias de qualquer cidade para constatar.

A chamada terceira idade é o grupo populacional que mais cresce no Brasil, representando 10% da população, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Embora grande parte dessas pessoas conviva com problemas de saúde comuns à idade, o que se percebe é que uma das preocupações mais recorrentes entre elas tem a ver com a manutenção da saúde e prevenção de doenças.

Para quem pretende chegar e manter-se na terceira idade com saúde e energia, a adoção de uma rotina com atividades físicas e o investimento em uma alimentação de qualidade estão no topo da lista.

Escolhas corretas

Diabetes, hipertensão, doenças coronárias, doenças dos ossos, perda de memória são alguns dos problemas típicos da terceira idade. Para prevenir ou amenizar sintomas a adoção de uma dieta balanceada e rica em alimentos funcionais é indispensável para manter organismo bem nutrido. A soja, por exemplo, é um dos grãos mais indicados entre nutricionistas. Rica em proteínas, vitaminas, minerais antioxidantes e gorduras insaturadas (aquelas que fazem bem ao coração) a soja proporciona melhora das funções cognitivas, do sistema imunológico, diminuição dos radicais livres e ainda contribui para regulação hormonal.

Fonte: Assessoria