Mãe acusa professora de agressão em escola;menor teve perna fraturada

Menor teve a perna fraturada. Mãe acusa professora

A mãe de um aluno de 5 anos da Escola Municipal Rosalina de Araújo Costa, no bairro Barreto, em Niterói, acusa a professora da unidade de agressão.



Indignada com o caso, ela resolveu, pelo Facebook, fazer a reclamação do comportamento da lecionadora Expedita Alexandra. O menino, identificado apenas como D.S, está no Jardim 3 no turno da tarde no colégio.

Segundo o relato da mãe, na última sexta-feira, dia 12, o garoto estava sentado em uma cadeira maior e a professora pediu para ele sentar no chão para brincar com as outras crianças.

No entanto, o menino demorou e Expedita teria puxado a cadeira e a perna da vítima ficou presa na mesa, que também caiu com o puxão da professora e fraturou a perna do menor. ?Ela nem deve ser chamada de professora e sim de monstro?, escreveu a mãe na rede social, confirmando que fez um registro na delegacia.

A diretora adjunta da escola, Lilian Cristina, acredita em fatalidade e diz que foi um acidente. Além disso, ela contou que a professora foi recomendada a não trabalhar, porque estaria muito abalada.

?Ela (professora) sempre foi muito correta e querida pelos alunos. Nunca tive reclamações dela?, argumentou a diretora adjunta.

A Prefeitura de Niterói, através da Fundação Municipal de Educação, informou que abriu processo administrativo para apurar o ocorrido e que o aluno receberá toda a atenção necessária, além de um veículo para atender as necessidades da família.

O órgão também afirmou que a professora foi afastada de suas funções e receberá acompanhamento do departamento do Gestão de Pessoas da FME.

Fonte: IG