Mãe confessa pedido para estuprar sua filha de 10 anos

Antes de ser morta a menina foi drogada e violentada sexualmente

A mãe de uma menina de 10 anos assassinada em agosto nos Estados Unidos admitiu ter pedido a homens, em seu trabalho e pela internet, que estuprassem sua filha, revela a imprensa americana nesta quarta-feira.

O corpo esquartejado de Victoria Martens foi encontrado no mês passado em seu domicílio no estado do Novo México (oeste) por agentes da polícia que atenderam uma chamada telefônica.

Os oficiais disseram que a menina, assassinada pouco antes de completar 10 anos, havia sido drogada e agredida sexualmente, antes de ser apunhalada, estrangulada e posteriormente esquartejada.

Sua mãe Michelle Martens, um homem chamado Fabian Gonzales, assim como uma prima deste, Jessica Kelley, foram acusados por sua participação no crime.

Michele Martens, de 35 anos, afirmou aos investigadores após sua detenção que havia contactado homens na internet e em seu trabalho para que estuprassem sua filha, informou o Albuquerque Journal.

Martens havia mantido encontros com ao menos três homens, acrescentou o jornal. Um deles seria um companheiro de trabalho e os outros dois teria conhecido na internet, incluindo Gonzales.

Citando investigadores relacionados com o caso, o Albuquerque Journal informou que Martens declarou à polícia que "desfrutou observando" o assassinato.

"Este homicídio é o mais horroroso que vi em minha carreira", disse em agosto o chefe da polícia de Albuquerque, Gorden Eden Jr., após o descobrimento do corpo de Victoria. "Evidenciou um total desprezo pela vida humana e a traição de uma mãe", completou.

Fonte: Yahoo